15 de outubro

GDF - Administrações Regionais
15/04/19 às 9h08 - Atualizado em 29/07/19 às 9h40

Série 100 dias. 4º Episódio: Juliana Navarro destaca avanços na área rural e no cuidado com o meio ambiente

COMPARTILHAR

Por Débora Sampaio
Edição: Ingrid Borges
Fotos: Paulo Cabral e divulgação 

Recuperação de estradas escolares e fechamento de área de transbordo do Córrego Crispim são destaques da gestão

Gama DF, 15/4/2019 – As regiões rural e ambiental do Gama também foram atendidas pela Administração Regional nesses 100 dias de governo, por meio da recuperação de estradas, fechamento da área de transbordo às margens do Córrego Crispim, plantio de mais de 6 mil mudas no Balão do Sayonara e reuniões com o Conselho de Segurança Rural (Conseg) e com a Associação dos Moradores e Produtores da Ponte Alta (AMPPA), para tratar de temas como regularização fundiária e recapeamento da DF 180.

“Estas áreas têm tanta importância e necessidades de melhorias, quanto à área urbana. Por isso, não medimos esforços para ouvir a comunidade rural, moradores e produtores rurais, e atender às suas demandas. Na ação do Córrego Crispim, por exemplo, nós, em parceria com a comunidade local e ambientalistas, realizamos a limpeza das margens do córrego com a retirada de entulhos e resíduos, cercamos o local e plantamos mudas de árvores do cerrado. O córrego encontra-se em uma área de preservação e é muito importante que a população nos ajude a cuidar. É só um começo. Ainda tem muito a ser feito. Vamos buscar apoio dos órgãos do GDF para atender a população”, afirmou a administradora do Gama, Juliana Navarro.

A recuperação de estradas que levam às escolas rurais também foi prioridade da nova gestão da Administração Regional do Gama. Foram 72 quilômetros de estradas rurais niveladas. Entre elas: Monjolo, Avenidas Ponte Alta Norte e Buritis e Núcleo Rural Casa Grande.

“Atuamos na recuperação de estradas rurais escolares. Devido às chuvas, nós tivemos que refazer o trabalho em alguns pontos, para tornar o local transitável para as crianças chegarem às escolas e os produtores conseguirem entregar seus produtos. Foi um trabalho intenso”, explicou o gerente de apoio à Área Rural, Euclides Miranda Mamede.

Além disso, o Engenho das Lajes também recebeu recuperação de estradas e limpeza; o estacionamento da Universidade de Brasília (UnB) foi restaurado;  e o lixão da Vila Roriz foi desativado, sendo construída uma barreira de contenção para impedir novos descartes de resíduos.

As ações foram realizadas em parceria com a Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (SEAGRI), Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Departamento de Estrada de Rodagem do Distrito Federal (DER), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF) e conselhos de Segurança Rural e Regional de Desenvolvimento Rural Sustentável (CRDRS).

Todos pelo Gama

Cleusa Maria da Silva é moradora da região do Córrego Crispim há 40 anos. “Agradeço à administração que nos concedeu o material e estrutura para revitalização do córrego. Sei que temos muitas demandas e vamos sempre precisar da nossa administradora em nosso meio, nos envolvendo para trabalharmos, juntos, nesta grande parceria”, afirma.

Para a estudante Maria Divina Rodrigues, que cursa Tecnologia em Alimentos do Instituto Federal de Brasília (IFB), no Campus Gama, as atividades realizadas pela gestão recuperam o que estava sendo destruído pela ação humana. “É a primeira vez que participo e estou muito feliz. O córrego Crispim é muito importante para o Distrito Federal”, afirmou.

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros